Categoria: Moda para Todos

Conselhos práticos de moda para mulheres

Conselhos práticos de moda para mulheres

Vamos falar sobre como ficar elegante todos os dias porque é mais fácil do que você imagina. Não importa seu orçamento, estilo de vida ou tipo de corpo.

Tudo o que é preciso é algum tempo inicial e um pouco de disciplina para ter uma boa aparência, quer você esteja correndo com calças de ioga ou indo para o escritório de terno.

Por mais de uma década, fui um estilista pessoal. Eu não trabalhei com celebridades ou mulheres de alto perfil.

Não tinha clientes com orçamentos ilimitados ou armários cheios de alta costura. Em vez disso, trabalhei com mulheres como você. Trabalhadora, preocupada com o orçamento, ocupada – ah, tão ocupada.

1. Livre-se de algo simples

O segredo para ter uma aparência elegante é usar apenas as coisas que você adora.

Um dos meus maiores “Aha’s” foi quando percebi quantas roupas as mulheres compram que são “apenas boas”.

Pense em quantas coisas você comprou apenas porque (1) cabia, (2) estava à venda, (3) você precisava de algo ou (4) todas as opções acima.

Quase todas as mulheres que conheço têm uma peça de roupa ou uma roupa inteira com que se contentam, mas não amam nem gostam disso. Às vezes, não reflete o estilo deles.

Por isso, se quer vestir camisetas femininas e ainda ser estilosa, tem que saber combinar com outros itens incríveis.

Se isso soa como você (e provavelmente é porque somos todos nós), livre-se dele. Eu faço isso para viver e posso imediatamente pensar em três ou quatro coisas que visto e com as quais sou, na melhor das hipóteses, indiferente.

2. Livre-se de roupas datadas

Como finalmente largar as roupas que você não precisa.

Com um espírito semelhante, se você quiser ter uma aparência elegante, pare de tentar tirar o desgaste de suas roupas para uma vida inteira.

De todos os conselhos que dou, este é o que mais rechaço. Eu prometo a você em tudo que é sagrado; se você está usando roupas de 20 anos, eles estão namorando você.

Você não deve guardar roupas por décadas. Existem, é claro, exceções, mas são a exceção. Mesmo a roupa mais básica ficará desatualizada com o tempo.

Isso ocorre simplesmente porque as linhas, cortes e silhuetas mudam e lentamente começam a datar o seu visual.
Padrões, estampas e combinações de cores também sairão de moda.

Quanto tempo suas roupas devem durar? Essa é uma pergunta difícil de responder porque depende do que é e da frequência de uso.

Embora não haja uma data de expiração específica, é seguro dizer adeus se você estiver atingindo a marca de 20 anos.

Ficar ciente das tendências e das mudanças esperadas na moda ajudará a treinar seu olho para perceber quando uma peça não está mais em dia. Além disso, pergunte ao seu melhor amigo, irmã ou filha; eles vão te dizer a verdade.

3. Escolha uma paleta de cores neutras

Essa dica não é para todos; no entanto, se você prefere um estilo mais clássico e tradicional, com um toque especial, manter cores neutras e tonais é uma maneira fácil de parecer elegante.

Os neutros não apenas se misturam e combinam facilmente, mas você também pode criar rapidamente um visual monocromático – que é praticamente o epítome do chique.

Ama cores e padrões ousados? Vá em frente! A chave para você se manter atualizado é evoluir com as constantes mudanças de corte e construção das roupas.

E, como mencionei acima, padrões e estampas acabarão namorando você também, então deixe-os evoluir em seu guarda-roupa com o passar do tempo.

O que vestir depois que o bebê chegar

O que vestir depois que o bebê chegar

Você tem exatamente cinco minutos para se preparar de manhã e nada parece se encaixar direito. Você não sabe o quanto seu corpo vai mudar depois disso (então como você compra?). Depois de gastar muito com acessórios para criança como mamadeira recém nascido avent parece complicado comprar roupa. 

Para se valorizar, é importante investir em uma roupa que combine com o seu corpo. Por isso, confira algumas dicas: 

Vá as compras

O corpo de uma nova mãe está em um estado de transição que pode ser difícil de vestir. É o quarto trimestre! Você deixou de ter uma barriga incrível para uma bola de basquete vazia. 

As mães podem ser tão autoconscientes durante os primeiros meses. E, por mais confortáveis ​​que sejam, as calças de moletom só fazem você parecer pior.

Em vez disso, recomendo usar blusas e vestidos que caiam sobre sua barriga, em vez de se ajustarem firmemente. O tecido deve cascatear sobre seu corpo, para que não se agarre. Vestidos de camiseta, vestidos de cintura império, túnicas e blusas com babados são ótimas opções.

Fique longe de roupas grandes por todo o lado – em vez de uma calça de pernas largas, pare um top esvoaçante com leggings ou calças sob medida, o que o manterá mais longo e esbelto.

Acessórios

A chave para a aparência conjunta são os acessórios certos. Use seus acessórios como ferramentas. A recomendação é procurar por colares mais longos – de qualquer tipo com correntes com pingentes – que terminam em seu decote ou mais baixo, o que pode criar uma ilusão prolongada, fazendo você parecer mais magro. 

Use brincos elegantes, em vez de mais simples, pois eles brilham e chamam a atenção para o seu rosto (em vez de qualquer parte do corpo que você não queira nos holofotes no momento).

Lenços de gaze, seda ou algodão também são acessórios elegantes que podem adicionar um toque de cor a um top preto liso (emagrecimento!). Escolha estilos mais longos que terminem na parte superior da coxa; isso vai esconder seu estômago.

Além disso, observe que você não precisa se arrepender quando se trata de roupas íntimas. Existem muitos sutiãs para amamentar realmente elegantes (até sexy!) no mercado, e os tops para amamentação podem fazer você se sentir menos estranho com relação à amamentação em público, pois eles mantêm sua barriga coberta. 

É importante obter boas roupas de baixo que lisonjeiem você e não restrinjam suas escolhas de roupas.

Experimente brechós

Embora você possa se contentar com muito do que tem, os brechós de roupas são uma ótima maneira de complementar seu guarda-roupa sem pagar por um totalmente novo nessa fase intermediária. 

Existem diversos brechós hoje em dia que são especializados em mulheres que estão grávidas ou que acabaram de ter uma criança. Fica mais fácil de encontrar uma opção que seja mais justa para o seu corpo, vestindo bem e ainda com um preço mais em conta.

Fica complicado fazer compras durante o período em que o corpo está em transição, sem saber para onde ele vai, se é para emagrecer ou engordar, por isso, pagar mais barato por essas peças pode ser uma boa ideia. 

Jalecos de Luxo se Tornam Moda Entre Profissionais da Saúde

Jalecos de Luxo se Tornam Moda Entre Profissionais da Saúde

Em diferentes ambientes de trabalho, mostrar um pouco da personalidade é importante, mesmo que seja em clínicas ou em hospitais. Com uma regra para vestimenta a se seguir, o jaleco feminino pode ser algo padrão, mas que ao se transformar em um jaleco de luxo pode mudar o ambiente de trabalho.

Os profissionais de saúde acabam usando um jaleco branco padrão que é muito funcional, mas muitas pessoas querem um acabamento melhor ou uma maneira de deixar a vestimenta mais “a sua cara”. O visual básico está aliado a praticidade que o jaleco traz, mas passa confiança e personalidade aos pacientes pode ser o foco também.

Jaleco feminino para profissionais da saúde

Jalecos de Luxo se Tornam Moda Entre Profissionais da Saúde (Foto: internet)
Jalecos de Luxo se Tornam Moda Entre Profissionais da Saúde (Foto: internet)

Muitos profissionais da saúde não conseguem encontrar uma peça que seja interessante e também confortável para realizar as suas atividades do dia a dia, procurando por marcas que ofereçam um jaleco de luxo e personalizado. A praticidade e a regra de vestimenta não precisam ser um limitador.

O profissional que quer se vestir bem para usar uma roupa que consiga passar confiança aos pacientes, mas que também continue sendo prática faz com que o jaleco feminino consiga agora ser um artigo de luxo. Contando com peças com design único, é possível que os profissionais da saúde consigam inovar nos seus atendimentos.

As peças de jaleco costumam ser bem básicas e com um padrão para seguir, deixando com que as vestimentas do dia a dia sejam até meio sem graça. Com os jalecos de luxo, é possível ter uma informação de moda na vestimenta, atrelado com elementos da área da saúde, o que faz com que os profissionais da saúde usem jaleco feminino e mostrem a sua identidade.

Para cada especialidade dos profissionais, é possível ter algo que remente a sua identidade, criando um visual muito estiloso e que consegue atrair pacientes que gostem desse tipo de visual também. Deixando o ambiente de trabalho em hospitais e clínicas com um ar mais descontraído apenas com um toque especial na roupa.

Tendências dos jalecos de luxo

Ao pensar em uma roupa que consiga ser criativa, sem perder a qualidade e também o profissionalismo, os profissionais da saúde agora contam com um elemento para seu jaleco feminino que pode mostrar mais da sua personalidade. Essa profissão precisa de uma seriedade bem grande, mas é possível misturar elementos para deixar a vestimenta também divertida.

Com uma cor diferente do que o normal, os jalecos de luxo conseguem unir as principais tendências de moda para que profissionais consigam ter uma informação de moda nos seus ambientes de trabalho. É possível ter um toque diferenciado também nos outros acessórios que os profissionais usam.

Por isso, com alguns detalhes que podem ser sutis ou com uma repaginada bem diferente no jaleco, tem como acompanhar as tendências para deixar a roupa que padroniza o ambiente de trabalho com um toque único de personalidade, garantindo um visual que continua passando confiança ao paciente, sem perder o senso de identidade profissional.

Saiba porque não andar com seu jaleco na rua?

Saiba porque não andar com seu jaleco na rua?

Sabemos que os jalecos são um importante para a identidade visual dos profissionais que os usam. Ele representa de forma bem significativa a atividade da pessoa, a especialidade (principalmente no caso de profissionais da área da Saúde) e ajuda na identificação em ambientes.

O que poucas pessoas sabem é que os jalecos não devem ser usados fora dos ambientes de trabalho, por uma questão de saúde pública e de respeito pelas demais pessoas nos lugares.

No caso de médicos e enfermeiros, isso se amplifica, pois eles trabalham em ambientes com alto concentração de diversos tipos de microrganismos. Existem leis que proíbem que profissionais da área da Saúde circulem de jaleco fora dos hospitais, consultórios, clínicas e farmácias .

Mas você sabe porque não andar com seu jaleco na rua?

Jaleco: questão de saúde pública

Os jalecos são classificados como EPI (Equipamento de Proteção Individual) e são de uso obrigatório dentro das unidades de atendimento de saúde – consultórios, ambulatórios, enfermarias, centros e unidades de tratamento intensivo.

Também são obrigatórios nos ambientes de pesquisa (independente da finalidade) e farmacêutico (farmácias, drogarias e indústrias).

A finalidade desta exigência é simples: evitar que o profissional – tanto as roupas pessoais quanto a pele não coberta por elas – tenha contato direito com:

  • Substâncias químicas usadas nos procedimentos hospitalares;
  • Microrganismos presentes nos ambientes de atendimento (vírus, bactérias);
  • Sangue e fluidos do paciente.

Além disso, o jaleco também protege o próprio paciente de sujeira e agentes que possam estar na roupa pessoal. Ou seja, o jaleco funciona como uma barreira mútua de prevenção.

Jaleco na rua: questão de proteção pública

O que parece bastante óbvio é que, estando com o jaleco potencialmente contaminado durante seus trabalhos, o profissional não pode sair com ele à rua, pois não só corre-se o risco de contaminar comidas e pessoas com o que estiver no jaleco, como também é possível levar microrganismos da rua para uma área onde pessoas já estão com baixa imunidade.

No caso de profissionais das áreas de Pesquisa e Farmácia, não há o risco de contaminação de pessoas no retorno, mas é possível contaminar na ira para a rua. Em possibilidades pequenas, é possível contaminar trabalhos com partículas que vieram na rua.

Por esse motivo, é fundamental que a legislação seja respeitada, ou seja, que os jalecos não sejam usados fora dos ambientes onde são usados.

Jaleco na rua: vaidade?

Em estudos recentes feitos em São Paulo, notou-se que quase a totalidade de profissionais  médicos e enfermeiros – que circulam fora dos ambientes hospitalares com jalecos é da rede privada de Saúde.

O que nos leva a uma reflexão: este uso indevido seria uma forma de ostentar a profissão? Muitas pessoas ouvidas nas pesquisas afirmaram que se sentiam incomodadas com jalecos na rua por dois grandes motivos:

  • Risco de entrar em contato com microrganismos e pegar doenças;
  • Parecer uma atitude arrogante, já que o jaleco na rua não é necessário como os uniformes de policiais e bombeiros, que precisam ser identificados rapidamente por suas roupas.

Jaleco é uma identidade visual, mas use com moderação

Sem dúvida o jaleco pode fazer um papel importante de identidade da marca para o profissional, mas só válido dentro dos ambientes corretos, onde ele se diferenciará dos demais pela sua especialidade.

Para que o jaleco cumpra essa função importante, algumas dicas ajudam:

  • Sobre a cor: o branco ainda domina, mas é possível usar cores claras e mais vivas, principalmente em ambientes com crianças e idosos;
  • Sobre jalecos estampados: são uma novidade boa que surgiu porque podem ajudar a acalmar e criar uma conexão com crianças;
  • Sobre a parte gráfica: prefira fontes simples e fáceis de ler a certa distância, e se quiser, use uma logomarca que combine com sua especialidade.